sexta-feira, 19 de março de 2010

Que tipo de Igreja queremos ser?

Hoje a igreja é mais conhecida por seus escândalos, do que a firmeza e integridade de sua missão. A igreja é grande, mas não causa impacto. Ela tem extensão, mas não tem profundidade. Tem membros ilustres, mas não há santidade. Tem um orçamento exemplar, mas não há nela a atuação do Espírito. A igreja via de regra tem crescido para os lados, mas não para cima nem em profundidade. Tem quantidade, mas não há qualidade. 


No texto de Atos 2.42 encontramos um modelo de igreja comprometida com a verdade, dou o exemplo da Igreja Primitiva. Ao vermos em nossos dias as mais variadas igrejas, com as mais diversas liturgias, diferenças doutrinárias e denominações, nos perguntamos:
Que tipo de igreja queremos ser?



4 comentários:

Kalleu Natividade disse...

Gostei do texto, mas não vou momentar não que você só comenta nos blogs de Rafael e Reuel... kkkkkkkkkkkkkkkkk

Rafael de Queiroz Torres disse...

nem sei o que comentar!!Apenas o parabenizo por essa critica merecida a todos que fazem parte da eclesia!

jaydinha disse...

Gostei da crítica construtiva que fizestes. A realidade é que temos nos deparado com liderança interessada muito mais com a quantidade do que com a qualidade de sua comunidade de fé. Precisamos olhar o que estão fazendo com a igreja de Cristo e buscarmos ser diferença em meio a esta massa estragada chamada: poder eclesiástico.

Fruto do Espírito disse...

Seu texto está simplesmente impecável.
Sua objetividade e simplicidade tocou meu coração; verdadeiramente encontrei um servo de caráter cristão, ou seja um atalaia!
Louvado seja Deus pela sua vida!

A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog, deixo aqui o convite.
http://frutodoespirito9.blogspot.com/

Em Cristo,

***Lucy***

P.S. Visite também o blog do irmão J.C.de Araújo Jorge.
Temas bíblicos e mensagens abençoadoras:
http://discipulodecristo7.blogspot.com/